InícioNotíciasNotíciasPolicialRegiãoIndivíduo é preso por crime ambiental

Indivíduo é preso por crime ambiental

Notícias, Policial, Região
Indivíduo é preso por crime ambiental

No domingo (14), a Polícia Militar Ambiental de Itapeva prendeu um homem por posse irregular de arma de fogo de calibre permitido e por manter aves em cativeiro sem autorização.

De acordo com os policiais, uma equipe deslocou-se até o bairro Cerrado no município de Itaberá/SP, para atender uma denúncia de que uma pessoa conhecida no local praticava ato de caça ilegal nas propriedades vizinhas e mantinha cães em situação de maus tratos.

Chegando ao local não havia ninguém na residência, porém foi visualizado pela janela da sala duas espingardas. Diante disso, a equipe fez averiguação pelo bairro sendo localizado o indivíduo, retornando em sua residência onde foi questionado sobre a prática de caça o qual negou, mas confessou ter uma espingarda.

A equipe realizou a busca domiciliar onde foram constatados no interior da residência e no freezer os itens:01 papagaio verdadeiro na gaiola (amazona aestiva); 01 pintassilgo na gaiola (spinus magellanoca); 01 gaiola de caça; 01 carne cateto abatido (pecari tajacu); 01 carne quati abatido (nasua); 01 carne lebre abatido (lepoeuropaeus); 01 espingarda calibre 28 n° A374238 sem marca aparente; 01 espingarda calibre 20 Boito; 01 espingarda calibre 32 marca Boito; 01 espingarda calibre 32 sem marca aparente; 05 cartucho CBC calibre 20 intacto; 02 cartucho CBC calibre 20 deflagrado; 03 cartucho CBC calibre 32 intacto; 01 cartucho CBC calibre 32 deflagrado.

Ao ser questionado sobre alguma autorização para possuir as armas e as aves, o homem alegou que não tinha, disse que tem as aves a cerca de 10 anos, que caíram de um ninho, também negou a prática de caça, porém confessou e confirmou que os animais em seu deposito tratava-se de 01 cateto, 01 lebre e 01 quati.

Já quanto aos cães referentes a denuncia, a Polícia Ambiental informou que estavam todos soltos no quintal, com boa aparência física sem sinais de doenças e ferimentos, com água e comida a disposição.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão em flagrante delito ao indivíduo sendo em seguida conduzido ao plantão policial de Taquarituba/SP, onde o delegado plantonista ao tomar ciência dos fatos ratificou a prisão realizada pela equipe, de posse irregular de arma de fogo de calibre permitido e ter aves sem autorização do órgão competente, sendo arbitrado fiança no valor R$ 1.200,00 reais, sendo esta honrada pelo detido.

As aves foram destinadas ao próprio indivíduo pelo delegado e as carnes dos animais foram descartadas no aterro sanitário de Itaberá/SP.

Medidas administrativas tomadas pela Polícia Militar Ambiental: multa em R$ 1.000,00 por ter em cativeiro 02 espécimes da fauna silvestres nativa, sem a autorização do órgão ambiental competente. Multa em R$ 1.500,00 por ter em deposito 03 espécimes da fauna silvestre nativa (abatidos), sem a autorização do órgão ambiental competente.