InícioNotíciasNotíciasCasas e calçadas no Jardim Maringá estão tomadas por matagal

Casas e calçadas no Jardim Maringá estão tomadas por matagal

A mobilidade em alguns pontos fica prejudicada tanto para deficientes como para quem não tem restrições de locomoção

Notícias
Casas e calçadas no Jardim Maringá estão tomadas por matagal

Nossa equipe de jornalismo percorrendo o Jardim Maringá flagrou algumas calçadas em péssimas condições de serem utilizadas, se algumas calçadas não oferecem mobilidade a quem possui algum tipo de deficiência, outras acabam impedindo a passagem até mesmo de quem pode se locomover sem restrições.

A que chama mais atenção está localizada na Rua Armando da Costa onde o mato alto e até mesmo alguns entulhos atrapalham a passagem de pedestres. Além da calçada tomada completamente pelo mato, a casa ao lado também está completamente abandonada e vizinhos temem que haja até focos do mosquito da dengue.

A casa em questão é de responsabilidade da Prefeitura Municipal de Itapeva e há meses encontra-se tomada pelo mato e servindo de depósito de materiais diversos.

Em contato com a Assessoria de Imprensa da prefeitura fomos informados de que a atual gestão está tomando conhecimento da situação e já contatou os responsáveis pelo setor para que efetuem a limpeza do local.

Ao percorrer mais ruas do bairro encontramos uma situação parecida na Rua Jair Lourenço dos Santos, só que neste caso apenas a calçada encontra-se tomada pelo mato. Recebemos ainda a denúncia de vizinhos de uma casa na Rua Coronel Monteiro, também no Jardim Maringá preocupados com a questão de matos e materiais deixados ao tempo no local.

Sobre essa questão a Prefeitura Municipal de Itapeva informou que o cidadão pode e deve denunciar terrenos e residências abandonadas.

Ao ser notificado, o proprietário do terreno tem um prazo de 5 dias úteis para fazer a limpeza do local. Em caso de não cumprimento do prazo, o proprietário será multado. Atualmente, o valor da multa é de R$ 1.656,60 por lote. O telefone de contato do Setor de Fiscalização Municipal é (15) 3526–8124, para os munícipes que quiserem fazer denúncia.