unesp 968O projeto-piloto no Brasil contempla algumas cidades inclusive Itapeva, nele ocorrerão discussões e planejamento de propostas e projetos para alavancar o desenvolvimento da região

Autoridades acadêmicas e civis, representantes de órgãos, associações e conselhos se reuniram, na tarde da última segunda-feira (11), na segunda oficina de implantação do Centro de Desenvolvimento Regional. O encontro ocorreu no salão de atos da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), instituição parceira do evento com o Centro de Estudos Estratégicos (CGEE), Secretaria de Ensino Superior do Ministério da Educação (SESU/MEC) e Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede Campanha).

O projeto-piloto no Brasil contempla as cidades de Itapeva-SP, Bagé-RS, Brasília-DF e Campina Grande-PB. A proposta do CDR é formar um programa até o fim de 2018, a partir das experiências que estão sendo propostas nos projetos-pilotos, cuja finalidade principal é apoiar a organização de uma agenda de iniciativas das instituições da base técnico-científica no interesse do desenvolvimento das suas regiões.

Em Itapeva, o CDR estará centralizado no Campus Experimental da UNESP, onde ocorrerão discussões e planejamento de propostas e projetos para alavancar o desenvolvimento da região.a

Capa da última edição

capa IN

Curta-nos no Facebook